Política e Cotidiano.

Chuva de fevereiro fica abaixo do esperado no RN, aponta Emparn

As chuvas do mês de fevereiro de 2021, no Rio Grande do Norte, ficaram abaixo da média esperada, como em janeiro, é o que aponta a análise da unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte- EMPARN. A média registrada no estado foi de 68,5 milímetros (mm), enquanto que a esperada era de 92,2mm, representando um déficit de 25,8%.

Esse cenário se deu devido ao esfriamento acima do normal da temperatura das águas superficiais do Oceano Atlântico Sul que contribuiu para manter o vento sudeste acima do normal, na primeira quinzena do mês. “O indicativo de que as chuvas do período chuvoso começariam entre meados de fevereiro e início de março vem se confirmando. Na segunda quinzena do mês, o interior do Estado começou a registrar bons índices pluviométricos, primeiramente na Região do Alto Oeste e posteriormente se espalhando para todas as regiões”, disse o chefe da Unidade, o meteorologista, Gilmar Bristot.

As médias em fevereiro, por região, foram: Central com 92,2mm, Oeste com 85,2mm, Agreste com 56,8mm e Leste com 39,7mm. “As maiores chuvas ocorreram nas regiões do Alto Oeste, Seridó e serra de Santana. Observou-se a predominância de chuva acumulada entre 20mm a 50mm em grande parte do Agreste e no Leste, enquanto que no restante do Estado predominaram chuva acima de 50mm e com grandes áreas do Seridó, Serra de Santana e Alto Oeste com valores acumulados acima de 100mm”, disse o Chefe da Unidade, o meteorologista, Gilmar Bristot.

Na Região Oeste, os municípios com maiores volumes foram de Major Sales (193,5mm); Cel. João Pessoa (181,9mm); Tenente Ananias (178,3mm) e Mossoró (101,8mm). Na Região Central: de Carnaúba dos Dantas (199,9mm); Timbaúba dos Batistas (181,0mm); Florânea (173,1mm); Parelhas (155,9mm). Caicó, maior município do Seridó Potiguar, a chuva acumulada foi de 57,2mm. Já no Agreste Potiguar, as maiores chuvas ocorridas foram registradas nos municípios de Monte Alegre (134,0mm); Lagoa de Pedras (121,4mm) e em São Tomé (90,0mm). E por fim na mesorregião Leste, os maiores índices acumulados foram registrados em São Gonçalo do Amarante (85,0mm); Montanhas (84,5mm) e Espírito Santo (57,8mm).

Reunião Climática
Na última sexta-feira (26), ocorreu a divulgação do resultado da análise climática para o Rio Grande do Norte para o período de março a maio de 2021. A previsão para o período é de volumes de 533,8 milímetros(mm) no Leste; 479,2 mm no Oeste; 376,9mm, na região Central; 342,2 mm no Agreste.

Fonte: Robson Pires

0 Comments:

Postar um comentário

CURTA NOSSA PÁGINA

Popular Posts

PREVISÃO DO TEMPO

VSFM 104,9-VOZ SERRINHENSE