A PROBABILIDADE DE CHUVA ACIMA DA MÉDIA PARA O NORDESTE É DE APENAS 20%

Reunião contou com representantes de AL, RN, SE,
CE, BA e PE (Foto: Natália Souza/G1)
A situação extrema de seca deve perdurar no chamado Setor Leste do Nordeste, que vai do Rio Grande do Norte à Bahia, pelos próximos três meses, de acordo com um estudo apresentado na manhã desta sexta-feira (20) em uma reunião entre especialistas em meteorologia no Palácio do Governo, em Maceió.

O boletim da Quadra Chuvosa, que compreende os meses de maio, junho e julho, foi elaborado em uma reunião de análise climática que acontece mensalmente e reúne meteorologistas de todo o Brasil. Eles levam em consideração as condições regionais da pluviometria e globais dos oceanos e da atmosfera.

A probabilidade de chuva acima da média para a região Leste do Nordeste é de apenas 20%. Para chuvas dentro do esperado, estima-se a probabilidade de 35%. Porém, as previsões não são animadoras quando se fala na possibilidade de chover abaixo da média, 45%.
De acordo com Ariane Frassoni, representante do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos e Instituto Espacial de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), está é a estiagem mais longa do século, mas não a pior em relação à ausência de chuvas.

"Apesar das previsões de que as chuvas continuem abaixo da média, não se descarta episódios de chuva intensa decorrente da atuação de distúrbios ondulatórios de leste", ressalta Ariane.
Ariane Frassoni/ (Foto: Natália Souza/G1)
Fonte:Marcos Antonio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES